segunda-feira, 25 de julho de 2016

Meu Look: Oh, So French...

(Aah, tão francês...) *-*
Oii gente... Como estão?? Acabei não tendo tempo de avisar aqui, mas quem acompanha o blog nas redes sociais já sabia que estávamos em "mini férias", rs. Passei alguns dias em Brasília, com a minha mãe, meu irmão, e a família do meu namorado, para ir a um casamento... E, é claro, eles nos levaram para turistar e conhecer a cidade. Conheci MUITOS lugares legais, mas, para mim, o cenário do post de hoje era um dos mais indispensáveis no nosso tour...

Antes de viajar gosto de pesquisar sobre o lugar, para ter uma ideia de onde quero ir. (Afinal, nem sempre tem como conhecer TUDO, então é importante ter prioridades.) E foi numa dessas pesquisas online que descobri o Café Daniel Briand, uma autêntica pâtisserie francesa em Brasília!! (Preciso dizer que amei logo de cara?? rsrs). Então, começamos o nosso domingo (17/07) com um café da manhã perfeito: cheio de croissants, macarons e outras delícias francesas!!
Huuuuum, rsrs.
Haha, amei essa foto... ^-^

Eu simplesmente me apaixonei pelo look que usei nesse dia... Combinei esse vestido longo com estampa muito fofa  de andorinhas (feito pela minha mãe), com um cardigan quentinho. Nos acessórios, segui uma paleta de cores mais neutras, como preto, beges e caramelo. (Já disse que ameeei o look?? rsrs).

Nós dois... 

E aí?? O que achou do post?! E do look??
Me conta aí embaixo, que eu vou amar!!
Desejo a todos uma linda semana...
Fiquem com Deus... Beijos;*

quarta-feira, 6 de julho de 2016

{Edificando} "Como eu era antes de você"

Oii gente... Quem acompanha o blog há algum tempo já deve ter percebido que eu não me sinto muito a vontade resenhando livros, filmes e outras coisas, dos quais não gosto.. No geral, eu prefiro apenas indicar o que eu gostei!! Mas, não é o caso do post de hoje. Desde que vi os trailers do filme 'Como Eu Era Antes de Você' e várias meninas lendo os livros, eu fiquei bem curiosa. E há algumas semanas, fui ao cinema assistir o filme... Como esse post é mais um Edificando do que uma Indicação, já vou avisando:
*Esse post contém spoilers*

Resumidamente, o filme trata da história de Will Traynor após sofrer um acidente e ficar tetraplégico. Como seria esperado depois de um trágico acidente como esse, o jovem Will, que estava no auge de sua vida, entra em depressão e tenta retirar a própria vida. Então, seus pais contratam Louisa Clark para cuidar dele, e evitar que ele tente se suicidar novamente. Eles se aproximam, e acabam se apaixonando. Mais tarde, no filme, ela descobre que ele prometeu 6 meses de vida aos pais, e que depois desse tempo, o desejo dele era um 'Suicídio Assistido', que ele consegue no final.

Eu já sabia mais ou menos como a história terminava, então fui assistir o filme com meu "modo crítico" ativado, rsrs. No começo estava até gostando do filme, é muito engraçado e fofo, (e amei aquele vestido vermelho da Louisa). Mas, ao perceber do que realmente se tratava, voltei pra casa pensativa e incomodada, e meio confusa também. Não sabia se aquilo era uma Eutanásia, ou um Suicídio. Não sabia se ele deveria viver, ou se deveríamos aceitar a morte, porque foi escolha dele!! Então, assim que cheguei fui pesquisar e descobri que se tratava de um 'suicídio assistido' (a grosso modo, consiste em ser ajudado/ajudar alguém a morrer). Pesquisei mais sobre isso tudo do ponto de vista cristão, à luz da Palavra de Deus... Que acabou resultando nesse post.

Qualquer filme ou livro apresenta uma ideologia, e nos induz a aceitá-la moldando nosso subconsciente... Depois de colocar meus pensamentos em ordem, refletir e orar, fiquei bem "revoltada" com a forma sutil e sorrateira com que esse assunto tão polêmico, sério e complicado é tratado no filme. A narrativa de que o Will sofre dores terríveis, vive depressivo e à base de remédios, nos faz ficar com tanta dó que parece que a única alternativa correta e inevitável é a "morte com dignidade" que ele teve (tema da clínica suíça, Dignitas, que faz o procedimento no filme e existe na vida real).

Afinal, o que tem de errado em 'Como Eu Era Antes de Você'?!

O filme nos traz dilemas morais e éticos em uma roupagem romântica... Inicialmente parece ser uma história de amor, mas na verdade se trata de um retrato da "soberania da vontade": se trata de um ser humano fazendo o que quiser com sua vida (inclusive pagar para que tenha um fim).

1) Will não vê sentido nenhum em sua vida após o acidente. Seu "amor" pela Louisa só traz uma felicidade momentânea, muda apenas o seu temperamento. Ao invés de mostrar um amor capaz de transformar alguém, de trazer alegria. Ao invés de mostrar o amor verdadeiro "que tudo suporta" (1Coríntios 13:7), mostra uma paixão que "é eterna enquanto durar".

2) Ao invés de trazer uma alternativa inspiradora, de procurar um novo sentido na vida, a autora apenas nos diz: "Foi escolha dele!!", e todos os personagens e leitores devem aceitar de mãos atadas!!!

3) A única personagem que é categoricamente contra o suicídio assistido, é a mãe da Louisa. Ela diz que "isso não é melhor do que um suicídio" e aparece bem de perto com um crucifixo/colar de cruz. E já que o filme apoia o ponto de vista desse tipo de suicídio, fica velado que a personagem "cristã" é preconceituosa por não aceitar a decisão dele.

4) Enquanto a história tenta valorizar a vida com o discurso de vivê-la ao máximo e da melhor forma possível, não só acaba a desvalorizando, como questiona o valor e o próprio conceito de "VIDA". Will diz claramente que queria ser o homem que era antes do acidente, que amava a antiga vida. Para ele, a vida não tem valor, se ele não puder se mover!! Inconscientemente, significa que sua vida não tem valor, se você tem uma deficiência mental ou física. (Abre brechas inclusive para o aborto.)


O que a Bíblia diz sobre tudo isso?!

A Eutanásia, Suicídio Assistido e o Suicídio, são sempre assuntos muito complicados e polêmicos. Mas, a Bíblia nos mostra que tais atos são uma tentativa humana de usurpar cada vez mais a soberania e autoridade de Deus. A morte é uma certeza natural, introduzida por meio do pecado do homem lá no jardim do Éden. Ninguém gosta de sofrer, ou ver alguém querido sofrer, mas isso não faz com que seja correto determinar que uma pessoa está pronta para morrer.

"Tudo tem seu tempo determinado debaixo dos céus: há tempo de nascer e tempo de morrer;" (Eclesiastes 3:1 e 2)
"Nenhum homem há que tenha domínio sobre o espírito, para o reter; nem tem poder sobre o dia de sua morte;" (Eclesiastes 8:8)

Sobre o valor da vida, lembra (ou conhece) daquela música?? "Quero que valorize o que você tem, você é um ser, é alguém tão importante para Deus". É exatamente isso!!! O ser humano é a melhor das criações do Senhor, porque foi criado à semelhança Dele e para Sua glória. Temos tanto valor para Ele, que mesmo após o pecado e a desobediência no Éden, Ele nos amou tanto e incondicionalmente, que já tinha um plano de Salvação preparado para nos resgatar (Mateus 3:16).

É inadimissível (e antibíblico) que o valor da vida seja medido de acordo com o que temos capacidade para fazer, o valor de uma vida é inestimável, porque é preciosa para Deus!! Cada vida humana é criação de Deus: única, espiritual e imortal, por isso deve ser profundamente respeitada.

"Certamente, requererei o sangue da vossa vida... sim, da mão do próximo de cada um requererei a vida do homem. Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem segundo a sua imagem." (Gênesis 9:5-6)

Por fim, temos sempre que lembrar que o mundo está mudando... As leis humanas mudam; conceitos, valores e princípios humanos também. Mas, o Senhor não muda, nem sua palavra e nem seus decretos!! E nós, como imitadores de Cristo, não podemos nos adequar aos padrões desse mundo (Romanos 12:2).

Espero que o post seja proveitoso...
Desejo a todos um resto de semana abençoado!!
Fiquem com Deus... Beijos;*

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Como Usar: Saias Brancas...

Oii gente... Como estão?? Eu estou com uma gripe daquelas por aqui, mas queria MUITO fazer um post!! E o de hoje, na verdade foi pedido muito especial, da minha líder de mocidade, que também é leitora do blog, rsrs... (Oi, Elga!!) Ela disse que tem uma saia branca e acaba quase não usando, então eu trouxe algumas ideias de looks para a gente se inspirar.

Eu amo saias brancas, tenho uma midi godê, uma reta, uma plissada, rsrs... E no meu guarda-roupa elas acabam sendo mais versáteis do que saias pretas!! Não tem muito segredo para usar saias brancas, elas combinam com muita coisa, pode ser com uma cor forte contrastando, estampas coloridas, ou aquelas combinações super básicas, mas que valorizam o 'ar chique' do branco, como Preto e Branco, camisas jeans e listras... Vamos ver??
Amei esse... As espadrilhas dão um charme especial!!!
 Super relax para um almoço de fim de semana...
 Com oncinha...
Mesmo que a animal print esteja nos detalhes, fica lindo!!
Super elegante...
Com pied de poule... Estampa que é a cara do inverno clássico!!
Amo usar as minhas com  xadrez!! (P.s.: nada de barriguinha aparecendo, ok?)
E mais xadrez...
 Com uma das minhas estampas preferidas na vida: Liiiiiiistras!!! Rsrs #AMO

E para terminar, outro jeito que eu amo usar saias brancas: Com Jeans!!
(Haha, um minuto de silêncio, rs)


E aí?? O que achou do post?? Gosta de saias brancas?!
Qual foi seu look preferido?!
Me conta aí embaixo, vou amar...
Tenham uma semana abençoada!!
Fiquem com Deus... Beijos;*


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...